top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

9º Festival Psica promove valorização da música local e empoderamento negro e LGBTQIA+

Última noite de evento foi marcada por shows emocionantes e volta de grandes artistas aos palcos

Crédito da foto: Jerê Santos.

A nona edição do Festival Psica chegou ao fim, no último domingo (19). Valorização da música local, volta de grandes artistas nacionais aos palcos e empoderamento negro e LGBTQIA+ foram os destaques da noite, que contou com shows de Elza Soares & Renegado, Tasha & Tracie, Potyguara Bardo, Deize Tigrona, Coletivo NoiteSuja, entre outros, em três palcos montados no Estacionamento do Shopping Bosque Grão-Pará, em Belém. O Festival Psica teve patrocínio da Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à Cultura (Semear).


Ativo na cena cultural paraense desde 2013, o coletivo NoiteSuja levou performances, diversidade e entretenimento ao público que acompanhou as artistas LGBTQIA+ no palco Kabana do Gerso. “Com uma programação tão variada, chegamos a achar que o público não viria assistir o NoiteSuja, mas quando o show começou, o espaço já estava lotado. É muito legal ver as pessoas se percebendo no NoiteSuja, outras LGBTQIA+, outras manas, enfim. O Psica foi essa plataforma de expandir nossos territórios e de levar nossa mensagem de corpos livres, pró-LGBTQIA+ e ‘vacina, sim’”, comemorou a drag, DJ e umas das criadoras do coletivo, S1mone.


Tasha e Tracie foram nomes dos mais falados quando o Psica anunciou o cast da edição. E não é para menos. As irmãs gêmeas marcadas pelo rap, moda e atitude viraram destaque na cena hip hop com o lançamento do álbum “Diretoria”. Em conversa com a equipe Psica, elas confessaram que o show do festival já é um dos mais inesquecíveis da carreira. “Ver tanta gente cantando e querendo de verdade estar ali por nossa causa foi indescritível”, disse Tasha. As irmãs ainda chamaram ao palco a rapper paraense Íra e destacaram a importância de colocar artistas locais em grandes eventos com nomes já conhecidos da música. “Além da experiência, isso ajuda com que o público conheça o artista. Também passamos por isso”, lembrou Tracie.


Mas um dos pontos altos da noite foi o esperado e emocionante show de Elza Soares & Renegado. A cantora veterana e seu afilhado musical apresentaram, em primeira mão ao público paraense, o show de estreia da turnê “Onda Negra”, que resgata clássicos da carreira e lançamentos recentes. “Belém deu início a essa turnê e não poderia ter sido melhor. Ainda estamos muito emocionados porque foram dois anos de muita luta e, agora, a gente jogou para fora todo esse desejo reprimido de poder se conectar com o público. E que energia tem o público de Belém, hein?” contou Renegado.


O Festival Psica 2021 iniciou na sexta-feira, dia 17, com apresentações de Arraial do Pavulagem, Fruto Sensual e Bando Mastodontes. No sábado, dia 19, a festa continuou com Chico César, Marina Sena, Karol Conká e Gigante Crocodilo Prime. “Agradecemos ao público que compareceu a mais uma edição do Festival Psica e contribuiu para o sucesso desse evento. Ainda estamos extasiados pelo impacto que esse projeto teve na sociedade, promovendo a valorização das festas de aparelhagem e da música local de modo geral e a volta aos palcos de grandes artistas do mercado nacional. Até a próxima edição”, despediu-se o coordenador do Festival Psica, Gerson Júnior.



Por Assessoria de Imprensa.

bottom of page