top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

Chapecó ganha novidade de Fresh Food

A primeira franquia de Poke da região oferece opções frescas, saudáveis e práticas para público da cidade


(Crédito da foto: Divulgação)

A rede de fast food de comida saudável tem como carro-chefe o Poke, prato tipicamente havaiano composto por base, proteína, molho, acompanhamento e chips. Outros produtos como pratos quentes, pratos exclusivos da marca, sobremesas saudáveis e sucos funcionais complementam a lista de opções para atender os diversos públicos durante todo o ano. “Chapecó ainda não contava com nenhum poke na região e a novidade vai agradar os moradores que buscam comida saudável e rápida”, explicam as sócias Andressa Toniazzo e Fernanda Chiamolera.


As jovens empreendedoras pretendem ampliar sua atuação na cidade e região, devido a boa aceitação do público. “Percebemos, ouvindo dos clientes, que a Menu Poke e a comida havaiana podem ser bem aceitas na cidade”, explica Andressa. As franqueadas prometem entregar comida de qualidade para quem busca levar uma vida saudável sem perder a praticidade do dia a dia. “Queremos entregar uma proposta gastronômica diferente de tudo o que é oferecido na cidade”, comenta Fernanda. “Nosso objetivo é ser referência em alimentação saudável, gostosa e rápida”, completa Andressa.


A Menu Poke tem o objetivo de levar alimentação 100% saudável por meio de um produto modular, ou seja, montado pelo cliente com diversas opções, que podem levar peixes ou ser veganas e vegetarianas, e que atendem qualquer tipo de intolerância alimentar. “Nossa missão é mostrar que é possível ser saudável o ano inteiro, com uma alimentação balanceada para o dia a dia. É uma maneira de mostrar que alimentação saudável vai além da salada e que pode ser saborosa”, finaliza David Franklin, CEO e fundador da Menu Poke.


De acordo com o Sebrae, o setor de alimentação saudável cresceu 98% nos últimos anos no Brasil. Em 2020, as vendas de produtos considerados saudáveis atingiram a marca de R$ 100 bilhões no país, segundo a Euromonitor Internacional. Em 2018, mais de 15 milhões de brasileiros eram adeptos ao vegetarianismo, segundo o Ibope e mais de 2% da população adulta brasileira sofre com algum tipo de intolerância alimentar, de acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBBAI).


Por Assessoria de Imprensa

Komentarze


bottom of page