• Pará Comunica

Dia da Logística: como ser 4.0 nos processos

Especialista conta os segredos da IoT para tornar a gestão das entregas e frotas otimizada


(Crédito da foto: Freepik)

No dia 6 de junho comemoramos o Dia da Logística, atividade que move o Brasil inteiro. Sem ela não há alimentos, vestuários, peças para carros, remédios, e nenhum outro insumo necessário para a sobrevivência do ser humano. Ou seja, serviço essencial para que um país seja minimamente funcional.


Mas o setor carrega muitos problemas, os processos são delicados e mitigar as falhas e os custos é de extrema importância. Por isso, Nilson Brizoti, diretor de tecnologia na Pointer by PowerFleet Brasil – líder em soluções tecnológicas voltadas às frotas e logística, desvenda todos os segredos da Internet das Coisas (IoT) para mudar a perspectiva de uma logística realmente otimizada.


Segurança: com um índice altíssimo de ocorrências, 14 mil registros em 2020 e um prejuízo de R$ 1,2 bilhão (dados NTC&Logística), não há como esquecer da tecnologia para mitigar esse cenário. Com a IoT é possível reconhecer a ação de bloqueadores de sinais e interceptar o veículo até que a pronta ajuda chegue, ainda, evitar fraudes de funcionários e empresas de fornecimento, como exemplo, detectar combustível alterado, troca de pneus ou outros equipamentos.


Armazenamento: existe uma dificuldade em manter algumas produções em locais estáticos porque pode haver a degradação da carga, por exemplo. Para resolver esse impasse a tecnologia é capaz de assegurar o produto em relação à temperatura ideal, fazer a gestão de prazos de validade e, garantir um dos pontos mais importantes, os registros de entrada e saída.


Rotas: a distancia não é só inimiga do combustível, mas também pode trazer danos em relação às cargas, com as perecíveis, ou mesmo uma vacina feita de biomolecular que não podem entrar em contato com bruscas movimentações. Por isso, a IoT traz uma gestão de inteligência em relação às rotas. Além disso, é possível que a redução de custos com a adoção da tecnologia diminua de 10 a 20%, em relação às despesas gerais, e pode chegar a 26% do consumo total de combustível.


Gestão inteligente: existem soluções capazes de desenhar planejamentos estratégicos que levarão em conta os produtos, suas características, bem como fatores determinantes para o sucesso do armazenamento ou trajeto. A constante coleta de dados, em tempo real, auxilia inclusive na administração e redução de produtos na agricultura, por exemplo, como agrotóxicos e combustível utilizados nos maquinários, integrando a gestão de serviços.


Sobre Nilson Brizoti: Como Diretor de Tecnologia e Produtos da Pointer by PowerFleet Brasil Nilson é responsável pelo Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento para criar tecnologias para redução de custos, prevenção de acidentes, minimizar riscos e controlar ativos móveis. Possui Pós Graduação em Administração de Sistemas Integrados pela FGV/Eaesp e MBA em Gestão de Operações, Produtos e Serviços pela POLI/USP - Escola Politécnica da USP.


Por Assessoria de Imprensa