• Pará Comunica

Dia do livro: a escrita é a grande arte da vida

Não é clichê, ler é viajar sem sair de casa. E dia 23 de abril é o dia mundial dessa passagem que nos leva às histórias incríveis em lugares reais e fictícios. E para quem quer aprender sobre o processo da escrita, especialista dá algumas dicas

Crédito da foto: Divulgação.

A escrita tem encontro marcado com o Dia Mundial do Livro, data comemorada em 23 de abril. E para desenvolver técnicas de escritas e ter um livro para chamar de seu, é necessário o amor pela história, muito empenho e algumas dicas técnicas e editoriais que vão mudar a forma do aspirante a escritor enxergar a nova etapa da vida.


Keila Prado, consultora de Projetos Estratégicos e Editoriais na KPMO Cultura e Arte, fez de sua vida profissional uma eterna busca pela escrita perfeita com todos os projetos editoriais personalizados, e às vezes aventura-se em algumas escritas ficcionais.


Para a especialista “Escrever é um processo de amadurecimento de ideias, é a arte de colocar no papel as escolhas feitas entre um misto de emoções e pensamentos que fervilham na mente e ganham forma à medida que as palavras preenchem a folha em branco”, e em sua lista de livros favoritos estão “Cem Anos de Solidão”, de Gabriel Garcia Marques; “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector; e “A Era dos Extremos”, de Eric Hobsbawn.


E para quem quer começar uma nova carreira e se dedicar a escrever livros e mostrar ao mundo histórias que emocionam, Keila fala sobre algumas dicas técnicas que irão elevar o resultado final.


- Planejamento: por mais que a criatividade esteja dentro de você e a vontade de transformar as ideias em escrita seja grande e pareça fácil, faça um planejamento para não se perder na história e também para não esquecer nada.


- Estude: leia tudo o que você escreve, reveja seu português, se atente às novas regras ortográficas, leia bons livros e tenha sempre a mão bons dicionários: dicionário de sinônimos, de símbolos, de regência verbal e nominal. Com isso, você terá novas palavras no vocabulário para conseguir melhorar ainda mais a forma de escrever.


- Desenvolva a sua mente criativa: faça da sua escrita um hábito diário, mesmo que vá refazer aquela parte que não ficou tão boa. Sentar e desenvolver todos os dias ajudará a não bloquear sua mente.


- Elabore os personagens: um dos grandes atrativos da escrita é quem a compõem. Portanto, já tenha em mente todos aqueles que formaram as ações e diálogos, sendo assim, conseguirá amarrar a história de forma concisa.


Sobre Keila Prado Costa: Desde criança, Keila acredita que transmitir ideias e sentimentos em palavras seja a grande arte da vida. O curso de Letras na USP intensificou sua paixão e trouxe ferramentas para experimentar os signos e seus significados na poesia e na prosa, na análise da conversação e na interpretação de textos. Enquanto seguia com suas atividades acadêmicas na graduação e no mestrado, aplicava na prática o que aprendia. Trabalhou nos setores público e privado, sempre atuando na área editorial e de comunicação. Hoje se dedica aos trabalhos editoriais da KPMO e também se aventura na escrita ficcional.


Por Assessoria de Imprensa.