top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

Enfrentando o bullying e a violência nas escolas

Crédito da foto: Assessoria de imprensa


O assédio, as provocações e as agressões entre estudantes têm aumentado nos últimos anos. Segundo dados apresentados pela Pesquisa Nacional de Saúde Escolar (PeNSE), mais de 40% dos alunos adolescentes admitiram ao Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) já ter sofrido bullying, o que torna o Brasil um dos países com maior incidência de violência escolar no mundo.


“O bullying causa sentimentos de tristeza e inadequação e crianças e jovens ficam sujeitos a traumas que afetam seriamente seu desenvolvimento, com impactos que podem acompanhá-los por toda a vida”, alerta Ismael Rocha, diretor acadêmico da Educa Week.


Rocha também destaca que pais e escolas devem ficar bastante atentos para atacarem o problema em conjunto. “As vítimas do bullying, muitas vezes, costumam não contar para ninguém sobre a violência, por sentirem medo e vergonha”, diz o especialista.


Segundo ele, é fundamental que instituições de ensino estabeleçam um canal de comunicação constante com os responsáveis pelo aluno, assim que o problema aparecer.


“Além disso, é essencial contar com o apoio de profissionais da saúde mental, que vão poder acolher as vítimas e desenvolver ações para diminuir a violência no ambiente escolar”, avalia.


Felizmente, educadores de todo o Brasil têm se debruçado sobre o tema, em busca de soluções casa vez mais assertivas. Amanhã, dia 18/10, quarta-feira, das 11h às 12h45, acontece o painel “Enfrentando o bullying, assédio e agressão” durante a Educa Week, maior evento de educação da América Latina. O encontro vai receber Flávia Vivaldi (doutora em educação e pesquisadora do GEPEM), João Paulo Prado (VP Jurídico, M&A e Compliance da Salta Educação), Suely Nercessian (diretora pedagógica do Colégio Vital Brazil), Marina Gusmão (sócia diretora da InTCC), Cláudia Xavier (diretora do Colégio Rio Branco Granja Viana) e Rosário Carmona e Costa (fundadora do Belong – Instituto de Desenvolvimento e Saúde). O painel vai acontecer no Palco Maria Montessori, no Esporte Clube Pinheiros (R. Tucumã - Jardim Europa, São Paulo, SP).


Confira a programação completa do evento, que vai até o dia 20 de outubro, sexta feira desta semana, acessando: https://educaweek.com.br/


Mais sobre a Educa Week 2023: é o maior evento de Educação da América Latina. Em sua 8ª edição, em formato híbrido, vai reunir líderes empresariais, políticos, gestores escolares, especialistas em tecnologia e em saúde mental e educadores para debater os principais desafios educacionais do Brasil, em busca de soluções disruptivas e transformadoras, em uma abordagem 360º da educação.


Especialmente esse ano, questões de ESG, tecnologia, inovação e saúde mental na educação vão ganhar destaque nos debates. Já são mais de cinquenta painéis e mais de duzentos líderes educacionais confirmados. Para completar, a sexta edição do Prêmio Destaque Educação irá reconhecer iniciativas que abordam com sucesso a integração de ESG, tecnologia, inovação e saúde mental na educação, destacando casos de excelência pelo Brasil. Confira a programação completa, acessando: https://educaweek.com.br/




Por assessoria de imprensa

Comments


bottom of page