top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

Maioria dos casos de câncer de pele pode ser curada se diagnosticada precocemente

Usar protetor e evitar a exposição solar quando a incidência dos raios é mais forte, prestar atenção a manchas ou pintas diferentes na pele e realizar testes rápidos são formas de prevenir o câncer



crédito da foto: assessoria de imprensa


Com cerca de 185 mil novos casos por ano, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de pele é o tipo de câncer mais comum e com maior incidência no Brasil, com 31,3% do total de casos, seguido pelo câncer de mama feminina (10,5%), próstata (10,2%), cólon e reto (6,5%), pulmão (4,6%) e estômago (3,1%).



Com a chegada do verão, o alerta aumenta sobre a importância de se proteger do sol, o qual é responsável pela grande maioria dos casos de câncer de pele. E é por isso que, durante o mês de dezembro, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove a campanha Dezembro Laranja, de prevenção ao câncer de pele. A utilização de filtro solar é um dos cuidados diários mais importantes para prevenir este tipo de câncer.



A Internacional Agency for Research on Cancer (IARC) da Organização Mundial da Saúde, a OMS, localizada em Lyon, na França, analisou a epidemiologia de todos os tipos de câncer e revelou que 95% dos casos de câncer de pele em adultos são diretamente causados pela exposição ao sol. 



A Dra. Layla Comel, médica dermatologista, explica que, basicamente, há dois tipos de câncer de pele: o melanoma e não-melanoma (especialmente os carcinomas basocelular e espinocelular). O carcinoma basocelular é o mais comum de todos, porém o mais agressivo é o melanoma, um tumor que se origina a partir dos melanócitos, que são as células responsáveis por dar o pigmento e coloração à pele (melanina).



“A principal manifestação inicial do câncer de pele é o aparecimento de uma pinta escura, de bordas irregulares. Quando descoberto em seus estágios iniciais, o melanoma é quase sempre curável, mas se diagnosticado tardiamente, tende a se espalhar para outras partes do corpo, em um processo chamado de metástase”, explica a médica.



Em razão do desconhecimento da população sobre a doença e à evolução geralmente indolor dos casos, estudos indicam que o Brasil falha em diagnosticar cerca de 46% dos casos de melanoma precocemente, em estágios em que a doença ainda é curável a partir de cirurgias simples. Em casos mais graves, o câncer de pele pode evoluir e chegar a afetar, independente da cor da pele da pessoa, mucosas como a ocular, oral e até do trato digestivo e genital.



“O que é importante destacar, é que o câncer de pele, muitas vezes, não provoca sintomas. Mas qualquer lesão, nova ou antiga, que apresenta assimetrias, aumento de tamanho e mudança de cor deve ser avaliada pelo dermatologista, assim como feridas que nunca cicatrizam. O câncer de pele é provocado em sua maioria pela exposição solar crônica sem proteção e há fatores genéticos envolvidos também”, diz a dermatologista.



No caso do Sul do Brasil, também de acordo com o INCA, o problema tende a ser ainda mais prevalente, por conta da existência de uma população de pele mais clara, oriunda do processo de imigração europeia, e da exposição muito intensa à luz solar. No entanto, o cuidado com a pele que pessoas pretas precisam ter com o sol, é o mesmo. 



“Muitos casos ocorrem por conta de questões genéticas e hereditárias, por isso, as recomendações são para todos”, diz ela, que também destaca que a principal forma de prevenção da doença é evitar a exposição solar, especialmente, depois das 10h e antes das 16h, e usar filtro solar diariamente, mesmo em dias nublados. Apesar de o câncer de pele afetar mais os adultos, especialmente os de meia-idade e também os idosos, é crescente o número de casos registrados em pacientes mais jovens.



Testes, diagnóstico e tratamento

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico do câncer de pele, maiores são as chances de cura e maior a qualidade de vida dos pacientes. A oncologia molecular permite analisar as alterações genéticas presentes no tumor do paciente, o que possibilita direcionar o tratamento oncológico de forma personalizada e assertiva. 



Com o objetivo de oferecer suporte para médicos e pessoas com câncer, a Mobius, empresa que desenvolve e comercializa produtos destinados ao segmento de medicina diagnóstica, distribui no Brasil a Linha EasyPGX®, uma solução completa de diagnóstico baseado em PCR em tempo real, com o portfólio mais abrangente de ensaios para oncologia molecular. 



O portfólio da linha foi desenvolvido para que os exames sejam realizados de maneira prática e adequada para diversos ambientes laboratoriais, assegurando rapidez e alto desempenho com fácil manuseio. A Linha EasyPGX® proporciona alta especificidade e é fundamental para apoiar médicos em tomadas de decisões sobre a melhor conduta clínica para os pacientes. 



Os ensaios EasyPGX® contém os principais biomarcadores de rotina clinicamente relevantes para os tumores sólidos mais comuns. Dentre eles, é possível destacar o gene BRAF. Pacientes com melanoma e que possuem mutações tumorais neste gene, podem iniciar tratamento com drogas-alvo aprovadas pela ANVISA.



“No caso de o diagnóstico dos testes ser positivo para o câncer de pele, o paciente pode fazer a retirada da lesão com um procedimento cirúrgico. Alguns casos podem necessitar de radioterapia, mas esta definição vai depender do tipo de câncer, da localização dele e se ele está em estágio inicial ou não. Quanto mais tempo levar entre o surgimento da lesão e o diagnóstico pelo médico, mais complexa será a cirurgia para remoção do tumor”, conclui Layla Comel.



Sobre a Mobius

A Mobius faz parte de um grupo sólido de empresas com mais de 25 anos de atuação e grande expertise no mercado. Desenvolve, produz e comercializa produtos destinados ao segmento de medicina diagnóstica, fornecendo kits para o Diagnóstico Molecular in vitro de doenças infecciosas, oncologia e genética e sorologia, tornando o diagnóstico cada vez mais rápido e preciso.



Por assessoria de imprensa

Comentários


bottom of page