top of page
  • Foto do escritorRosiane Rodrigues

Sebrae adota atendimento agendado na retomada às atividades presenciais

O retorno será com atendimento agendado

A partir desta segunda-feira,17, O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae no Pará retoma o atendimento presencial aos empreendedores em suas Agências de Negócios, em Belém e mais 12 municípios paraenses. O horário de atendimento será das 8h às 14h.


Para evitar aglomerações e garantir a segurança de colaboradores e clientes, a instituição só atenderá por agendamento, que será realizado exclusivamente pela Central de Relacionamento (0800 570 0800) e seu Portal (www.pa.sebrae.combr).


O Sebrae se preparou para atender presencialmente dentro das normas sanitárias de prevenção à Covid-19.


“Medição de temperatura, oferta de álcool em gel, além de garantir que todos usem máscara e mantenham o distanciamento, com espaçamento de acentos na área de espera e instalação de barreiras de acrílico entre atendentes e clientes e entre funcionários nas salas técnicas, estão entre as medidas protetivas que estamos adotando em todo o estado”, explica o diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Rubens Magno.


As atividades na sede da instituição, em Belém, também voltam ao presencial nesta segunda-feira, no mesmo horário de funcionamento dos atendimentos.


O Sebrae suspendeu as atividades presenciais pela segunda vez durante essa pandemia no dia 26 de janeiro, por causa de mais uma onda da Covid-19. Desde então, a instituição adotou ações 100% remotas, que garantiram o apoio aos empreendedores paraenses, como orientações, consultorias, eventos online, palestras, cursos e webinários, entre outras.


Atendimento remoto

Mesmo com a volta das atividades presenciais, o Sebrae continuará com o atendimento remoto, por meio do portal e da Central de Relacionamento, das 8h às 14h.

O que também continuam são as ações coletivas pela internet, como cursos, oficinas, palestras e seminários. “A volta ao presencial, nesse caso, só ocorrerá quando houver maior segurança sanitária”, informa Rubens.



Por Silvaneide Guedes - Ascom Sebrae

Comments


bottom of page