top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

Selo UNICEF é promovido no Acre

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a ONG Visão Mundial, organização implementadora do Selo UNICEF no Acre, promove o Encontro de Educação do Selo UNICEF no Acre, no Ministério Público do Acre (MPAC), localizado na rua Marechal Deodoro, nº 472, bairro Ipase, em Rio Branco. O evento tem por objetivo apoiar os municípios no avanço dos indicadores da infância e na melhoria da educação nos municípios.



“A integração e parceria junto aos municípios são de fundamental importância para o fortalecimento de gestores e técnicos municipais para lutar por uma educação de qualidade, principalmente com base nas atividades do Selo UNICEF previstas para serem entregues até junho de 2024, ”, explica Matheus Rangel, oficial de Educação do UNICEF.



Entre os temas trabalhados durante o evento estão a realização da Busca Ativa Escolar (BAE) de crianças que estão fora da escola, a implementação dos Indicadores da Qualidade da Educação Infantil (INDIQUE) e as práticas de qualidade da educação infantil e ainda, apoio ao município no enfrentamento da cultura do fracasso escolar.


Participam do Encontro técnicos e gestores das equipes dos municípios dos 21 municípios do Acre que participam do Selo UNICEF. Cada município convidado poderá participar com 3 (três) profissionais, sendo o público-alvo: Coordenador Operacional da Busca Ativa Escolar, Mobilizador de Educação e Articulador(a) do Selo UNICEF.


Para Lucinete Bezerra, coordenadora de projetos da Visão Mundial, promover o Encontro de Educação do Selo UNICEF é uma oportunidade para alcançar e auxiliar o maior número de municípios. “Estamos na reta final da edição do Selo UNICEF e esses espaços de aprendizados e trocas de experiências, debates e reflexões são primordiais para auxiliar as equipes de educação do Selo UNICEF, a fim de garantirem as entregas das atividades e principalmente melhorar as políticas públicas de acesso à educação para crianças e adolescentes”, finalizou Lucinete.



Exclusão – O Brasil vinha avançando, lentamente, no acesso de crianças e adolescentes à escola nos últimos anos. Mas a pandemia de covid-19 trouxe uma regressão de duas décadas. Em novembro de 2020, mais de 5 milhões de meninas e meninos não tiveram acesso à educação no Brasil de acordo com estudos lançados pelo UNICEF. A pesquisa indicou que quase 1,5 milhão de estudantes não frequentavam a escola (remota ou presencialmente) e outros 3,7 milhões que estavam matriculados, não tiveram acesso a atividades escolares e não conseguiram se manter aprendendo em casa.




Sobre a Visão Mundial


A Visão Mundial é uma organização humanitária que atua no Brasil há mais de 40 anos. Presente em mais de 90 países, a organização trabalha para promover o desenvolvimento sustentável das comunidades, com foco na proteção e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. A Visão Mundial atua em parceria com famílias, comunidades, governos e outras organizações para criar um ambiente seguro e saudável para que as crianças possam crescer, aprender e se desenvolver.



Por assessoria de imprensa

Comments


bottom of page