top of page
  • Foto do escritorPará Comunica

ENEM x jovens: como se preparar emocionalmente para o vestibular?

Psicóloga e psicanalista Beatriz Breves, especialista da Ciência do Sentir, explica a importância de falar sobre os sentimentos para espantar a ansiedade no momento da prova

Crédito da foto: Divulgação.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2022 só começam dia 9 de maio, mas já preocupam boa parte jovens que estão se preparando para o vestibular. A prova, que reúne 180 questões, é uma das maiores responsáveis pela ansiedade causada nos vestibulandos.

Para a psicóloga, psicanalista, psicoterapeuta e física, Beatriz Breves, é necessário trabalhar o emocional para aumentar a confiança e diminuir o estresse na hora de responder o questionário. "O estudante mais confiante é aquele que fala dos sentimentos", afirma Breves.

A especialista, que dedicou mais de 35 anos no estudo da Ciência do Sentir, revela que as pessoas — não apenas os estudantes — deixam de priorizar o cuidado das emoções. Segundo a psicanalista, existem mais de 500 sentimentos que podem ser ativados ao longo da vida, mas não saber decifrá-los pode atrapalhar a oportunidade de superar qualquer obstáculo a ser enfrentado: “quando chega perto de um momento importante como vestibular, por exemplo, muitos estudantes não sabem lidar com o que sentem, gerando mais conflitos e angústias, ao invés de concentração."


Crédito da foto: Laisa de Souza.

Afinal, como gerar esta confiança tão desejada para afastar a ansiedade durante o ENEM? Quais são as dicas para ficar preparado emocionalmente para esta fase? Rosiane, quem pode responder isso ao seu público é a Beatriz Breves. Além de explicar o assunto, ela também fala sobre a importância do desenvolvimento da inteligência emocional para estes momentos de pressão e ansiedade. Abaixo você também encontra a biografia da fonte.

Para agendar a entrevista, entre em contato por WhatsApp ou responda a este e-mail: Gabriela Cuerba | (11) 99427-8151 Sobre a autora: presidente, membro efetivo e fundador da Sociedade da Ciência do Sentir (SoCiS), Beatriz Breves é mestre em Psicologia pela American Word University (AWU/Iowa/USA), psicóloga, bacharel e licenciada em Física, com especialização em Física Moderna com base na Física Clássica pela Faculdade de Humanidades Pedro II (FAHUPE). Também é psicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise, filiada à International Psychoanalytical Association (SBPRJ/IPA), e psicoterapeuta analítica de grupo pela Sociedade de Psicoterapia Analítica de Grupo (SPAG-E.Rio), da qual foi presidente no biênio 1998-99. Como servidora pública aposentada, foi psicóloga estatutária do Serviço de Psicossomática do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (IASERJ). Autora da Ciência do Sentir, entre outros livros escreveu: “Macromicro – A Ciência do Sentir”, “O Homem Além do Homem”, “A Fronteira do Adoecer – Por que Você Adoece?”, “O Eu Sensível”, e “Falando de Sentimentos com Beatriz Breves”, todos publicados pela Mauad Editora.


Por Assessoria de Imprensa.


bottom of page