• Pará Comunica

Pilotos MXF Racing Team partem para Minas Gerais em busca de conquistas

Segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Enduro promete emoção e muita poeira!

Crédito da foto: Divulgação.

Histórico, imponente e robusto, o Campeonato Brasileiro de Enduro é uma daquelas provas que, naturalmente, empolga e é para lá que a equipe da MXF se prepara para disputar e lutar por mais títulos. A segunda etapa da competição acontece nesta semana, entre os dias 22 e 24, na cidade mineira de Patrocínio. A abertura do Campeonato aconteceu em Itapema/SC.


“A MXF acredita nessa modalidade porque ela gera a possibilidade de competir com grandes marcas multinacionais, trazendo credibilidade e respeito, além de servir de laboratório para o desenvolvimento de nossas motos de performance, que são ideais para trilhas e competições de Enduro. Além disso, a conquista de títulos é muito representativa para a MXF, pois comprova a alta performance da equipe e motocicletas”, comenta Luiz Henrique Fontes, diretor técnico da MXF Motors.


Participa da disputa e mira em um novo título o atual tricampeão brasileiro de Enduro, piloto MXF, Patrik Capila #33. Ele foi destaque da temporada 2021 no Brasil e vem muito forte, mais uma vez. A parceria com a MXF deixa claro, a cada prova, seu conforto em galgar mais pódios mesmo em ambientes competitivos.

Equipe MXF (Crédito da foto: Divulgação).

O Campeonato de Enduro 2022 tem uma agenda de sete etapas, que percorrem diversos estados brasileiros e o time da MXF espera conquistar grandes resultados até o final do circuito. A marca é especializada na fabricação de motos de performance para o off-road. O principal objetivo dela é colocar no mercado brasileiro produtos que tragam design, desempenho e alta qualidade para todas as idades. “E, por isso, precisa testar. Nada melhor que uma boa prova para colocar todo o potencial dos nossos produtos à disposição dos atletas e, também, do público”, diz Fontes.


Campeonato em alta

Consolidado como o campeonato off-road mais popular do Brasil, o Enduro presencia um crescimento e constante renovação de pilotos. No Brasil, o atual formato teve início na década de 90 com um clube em Belo Horizonte que se dispôs a organizar as provas no modelo do Campeonato Europeu – posteriormente, Campeonato Mundial.


Essa evolução e a participação de pilotos brasileiros no circuito mundial de Enduro acabou sendo determinante para a consolidação da modalidade no País. Em 2003, o Brasil ganhou o reconhecimento da Federação Internacional, selado pela edição do Six Days Enduro.


O Enduro é a modalidade do off-road que exige pilotagem e conhecimento mecânico, na qual o principal objetivo é andar de moto por trilhas desafiadoras. A organização da edição 2022 está otimista, especialmente diante dessa crescente. “Ele [o campeonato] superou a pandemia muito bem e trouxe resultados. Investimos na parte gráfica, numa nova fase, nova apresentação visual, algo bem importante. Claro que novas evoluções, no cumprimento do calendário e com a redução da pandemia, será algo a mais e vamos cumprir nosso calendário”, conta, antecipando o que os expectadores assistirão em breve, Maurício Fernandez, organizador brasileiro de enduro F.I.M. Para ele, além de toda a repercussão nacional e da participação dos atletas nacionais, a inscrição de pilotos de fora do País entusiasma as torcidas e as equipes, além de mostrar o peso da prova. “Já temos vários nomes confirmados para a segunda etapa e isso só nos mostra que estamos no caminho certo”, sorri.


O Campeonato Brasileiro de Enduro tem tudo para continuar sua evolução, atraindo pilotos, novos profissionais, grandes marcas, investimentos e mídia. E isso, desde os anos 90.


Por Assessoria de Imprensa.