top of page
  • Foto do escritorRosiane Rodrigues

Paysandu estreia no Parazão 2019 com vitória de virada

Atualizado: 25 de set. de 2019

Jogando na Curuzu, time bicolor saiu atrás, mas reagiu e goleou o São Francisco por 4 a 1.


Crédito: Rosiane Rodrigues.

Apesar do toró no início do jogo entre Paysandu e São Francisco, o calor foi grande entre os jogadores, que não estavam para brincadeira na estreia dos dois times no Parazão 2019. A partida foi na noite de quarta-feira (23), no estádio Leônidas Castro (Curuzu), em Belém.


O jogo começou acirrado entre os dois times, que estavam como fome de gol. E foi Tavinho, camisa 11 do Leão de Santarém, quem abriu o placar. No meio da zaga do Papão, ele fez um desvio de cabeça e acertou o canto. Por essa o gigante Mota não esperava.


Mas o Paysandu não perdoou. Correu para o empate e não deu tempo para a torcida do São Francisco comemorar. Dois minutos depois do gol de Tavinho, mais precisamente aos 14 do primeiro tempo, Paulo Rangel, o camisa 11 do Papão, recebeu a bola e de trivela chutou no canto. Labilá não segurou e foi gol do bicolor.


O Paysandu queria mais. Alan Calbergue, camisa 8, aos 18 do primeiro tempo, marcou o segundo gol do Papão, virada que levou a torcida à loucura. Torcida essa que vibrou mais ainda dois minutos depois quando o mesmo jogador brilhou, fazendo o terceiro gol do bicolor.


No segundo tempo, a partida foi bonita de se ver. O São Francisco se esforçou, mas aos 35 o Paysandu fez mais um gol. Bruno Oliveira, camisa 13, levantou a torcida. Fim de jogo: Paysandu 4 a 1 São Francisco.


Em coletiva à imprensa, o técnico do Paysandu, João Brigatti, disse que pediu aos jogadores que se entregassem totalmente, depois dos 20 dias de treinamento. "Nós pedíamos a todo tempo, desde que nos apresentamos aqui, que o Paysandu ia mudar a atitude dele dentro do campo, ia mudar a atitude dele no dia a dia, nos treinamentos, principalmente os guerreiros que vieram aqui. Mesmo sabendo que não são atletas renomados no futebol nacional, vieram para o Paysandu com uma atitude completamente diferente. Esses caras vêm com uma fome tremenda. Foi uma dificuldade para a gente montar um elenco, de tanta disposição que eles mostraram para a gente ao longo desses 20 dias de treinamento, e isso nos deixa muito felizes", ressaltou.


O técnico, que ao final do jogo disse aos jogadores que eles são capazes e que mostraram isso em campo, afirmou que nos próximos jogos isso não pode ser diferente. "Agora, logicamente, a gente vai pontuar, fazer os ajustes. São 20 atletas completamente desconhecidos. Hoje entrou apenas Alan Calbergue, que a gente já conhecia do ano passado. A disposição superou muitas situações. Teve falha, sim, isso é normal, mas a gente está aqui para corrigir", avaliou.


A segunda rodada do Parazão teve ainda a vitória do Paragominas por 1 a 0 sobre o Castanhal e do Tapajós por 1 a 0 no Águia de Marabá. As próximas partidas serão no sábado (26). O Independente enfrentará o São Francisco e o São Raimundo jogará contra o Remo.

Comments


bottom of page